Como mudar o rumo do seu negócio

mudança de planos Pouca gente sabe, mas a Samsung, uma das principais referências em alta tecnologia hoje, já foi uma pequena loja de bairro, fabricante de macarrão e empresa de segurança. Talvez, lendo isso, você pare e pense: "Quanta incoerência! Isso não faz nenhum sentido". Mas pode ter certeza de que faz. E mais: isso explica em boa parte a longevidade da empresa, que foi fundada em 1938.

 

Muitas empresas desaparecem porque não conseguem acompanhar o ritmo das transformações do mundo e acabam tragadas por concorrentes mais modernos. As locadoras de vídeos, por exemplo, deixaram de existir, praticamente. Hoje resistem apenas algumas poucas, especializadas em nichos e que desenvolvem outras atividades paralelas em consonância ao aluguel de DVDs.

A Blockbuster, que um dia foi uma gigante global do segmento de locadoras, quebrou. Mas uma concorrente que foi menosprezada pela companhia durante anos sobreviveu e hoje reina soberana numa era pós aluguel de vídeos físicos, a era do streaming. Sim, estamos falando da Netflix.

Mas, afinal, como saber a hora certa de mudar? Como mudar? O que sua empresa vai ser? Alguns aspectos são cruciais nesses momentos e precisam ser levados em conta:

Feeling

Você, empreendedor, precisa trabalhar sempre sua capacidade de percepção, aprender a sentir o mercado. E esse não é um exercício subjetivo, como pode parecer. A economia dá sinais e as empresa que quiserem se manter vivas precisam entendê­los. Isso se faz estudando continuamente, conversando com outros empresários, dialogando com seus públicos. Quando sua linha de atuação começar a dar sinais de esgotamento, talvez seja hora de mudar.

Timing

Tão importante quanto entender que chegou o momento de mudar, é tomar a decisão de fazer isso. Muitas vezes a insegurança trava os processos de mudança. E aí a demora pode ser fatal. Os concorrentes já terão saído na frente e você, no máximo, poderá correr atrás. E essa não é uma posição confortável para quem já foi líder um dia.

Planejamento

Uma mudança não pode ser brusca. Tudo precisa ser gradual e muito bem planejado, para que a execução seja impecável. Estabeleça metas de curto, médio e longo prazo e defina estratégias claras e objetivas para atingi­las.

Manter a essência

Lembre­se também de que seu negócio pode mudar completamente de segmento, deixar de vender pães e passar a fabricar pneus, mas precisa manter sua essência, seus valores. Isso será fundamental tanto para lidar com o público interno quanto os públicos externos

Fonte: http://www.sitecontabil.com.br/